Redução de custos. É essa a principal influência de uma gestão eficiente de estoque. Existem outras importantes vantagens para quem monitora todos os processos nesse departamento. Vamos conhecer?

Por definição, estoque é a quantidade de mercadoria armazenada para diferentes fins (venda, produção, importação, revenda, etc.). É também, o nome que se dá o local onde se armazenam tais mercadorias. Para empresas que trabalham com varejo ou atacado, é parte fundamental do negócio, pois o número de produtos armazenados é um dos fatores que regulam o preço para o consumidor final.

Essa importância do estoque serve para prestadoras de serviços e indústrias. A falta de peças para seus equipamentos ou de matérias-primas para produção, é erro que atrapalha o faturamento de empresas desses segmentos.

Por isso, utilizar a tecnologia para otimizar esse controle de estoque tem sido saída para empresas terem o domínio certo das operações deste setor. Elas conseguem minimizar gastos, e tornar o processo de entrega dos produtos aos clientes de forma ágil.

O controle de estoque e a redução de custos

Em alguns armazéns pelo país ainda podemos ver o estoquista com sua prancheta anotado item por item no estoque para no final ter um número de determinados produtos à disposição. Processo lento e sujeito a falhas. O estoque fechará na ausência desse funcionário? Sem ele, o substituto será fiel na baixa dos produtos? Essas são simples questões que comprometem todo o monitoramento do controle estoque.

Por isso, não existe mais espaço para práticas nesse formato. Elas são muito caras, pois precisará ter uma série de profissionais envolvidos para que não apareçam tantos erros. Em procedimentos engessados como esse, é comum primeiro ser preenchida uma ficha, ou formulário para se liberar uma mercadoria.

Então empregar tecnologias ao controle do estoque criará o sistema ideal para o funcionamento. Codificação dos produtos, softwares de gestão do estoque, modernas empilhadeiras, distribuição dos produtos no armazém, etc. São elementos que tornarão a operação do estoque eficiente e rastreável, o que resulta numa economia considerável.

A tecnologia a serviço do estoque

Tecnologia é sinônimo de dinamismo. E empregada no estoque de empresas, se estende para melhores resultados e controle. O vendedor fecha a compra, de imediato o estoquista vê o produto em tela; separa o produto; emite a nota fiscal (aqui dependerá do que a empresa acha melhor); dá baixa no produto, o que é simultaneamente informado a financeiro, comercial e suprimentos.

Esse é um exemplo de como pode funcionar um sistema online de controle de estoque. Uma integração dos setores que oferecerá agilidade do faturamento a entrega do produto. Empresas de e-commerce, por exemplo, se diferenciarão por critérios dessa natureza: rapidez na entrega e vender o que realmente tem estoque. Portanto, precisarão ter controle total das mercadorias armazenadas.

E para controlar o estoque de forma eficaz, muitas empresas adotam o sistema EAN. Trata-se de um parâmetro que materializado no conhecido código de barras, no qual informações como:

– Nome da empresa

– Cidade e país de origem

– Nome do produto

– Lote

– Validade, etc.

Esses dados são impressos na etiqueta de código de barras, e a partir dela o rastreamento do produto dentro do estoque, e até mesmo na entrega pode ser realizado. A empresa poderá optar por sistema de leitura de barras para entrada e saída dos lotes, o que não dá brechas para erros. O que favorece a um inventário permanente dos produtos armazenados.

Um detalhe importante é que a cada nova tecnologia que empregar aos procedimentos, treinar a equipe será condicional. Assim, terá a garantia que seus investimentos terão êxito esperado.

Tecnologia elimina os erros no estoque

É fundamental que o empreendedor nunca esqueça dessa lição. Erros na gestão do estoque acarretam em sérios prejuízos. Pense numa empresa que trabalha com alimentos, o quanto ela não perde por não monitorar a validade das mercadorias armazenadas?

Fazer uso de sistemas de gestão empresarial, ou adquirir impressoras de etiquetas, leitores de códigos e tanto outros equipamentos, dará ao estoque o controle necessário para atender demandas e objetivos da empresa.

Os investimentos devem ser prioridade nesse setor. E sempre buscar as técnicas mais atuais, é assim que garantirá um diferencial para concorrer num mercado, no qual são os detalhes gerenciais que fazem a diferença.